SÃO JOSE DIA E NOITE

GUIA

  FALE CONOSCO
 

 
     
 
  PRIMEIRA
  ECONOMIA
 
  POLÍTICA
  SAÚDE
  HUMOR
  OPINIÃO
  DENUNCIA
  EDUCAÇÃO
  ENTREVISTA
  ESPORTES
  CIÊNCIA
  INFORMÁTICA
  MEIO AMBIENTE
  GASTRONOMIA
  TODA MÍDIA
  EXPEDIENTE
  ED. ANTERIORES
  COLUNISTAS
  ACASSIO COSTA
  BARBARA LIA
  CORREA LIMA
  DELAMARE MC
  ELIÉZER ZAC
  FLÁBIA FARIA
  GABRIELA MORI
  JOCA FARIA
  JOSÉ R BESSA
  JOSÉ SESPEDES
  LORA SALIBA
  PEDRO PORFÍRIO
  RICARDO FARIA
  RITA ELISA
  ROBSON MARQUES
  SYLVIO MICELLI
  TELMA CARVALHO
  SUPLEMENTOS
  CINEMA
  DECORAÇÃO
  MULHER
  TURISMO
  AGENDA
  CURSOS
  EVENTOS
  CONHEÇA
  A.D.C.s
  ASSOCIAÇÕES
  CLUBES
  SINDICATOS
  ONDE COMPRAR
  SHOW DE OFERTAS
  S. JOSE DOS CAMPOS
  A CIDADE
  SUA HISTÓRIA
  SUA GENTE
  PERSONALIDADE
  GALERIA
  ESPAÇO USP
  TECNOLOGIA
  COMUNICAÇÃO
  PÉ NA ESTRADA
   
   
   
   
 
  12.02.2010 21h.03  
 

Inventário Poético

Bárbara Lia (*)  

 
Há algum tempo, dois anos talvez, tive vontade de reunir minhas poesias. Pensei em 21 livros com 21 poesias cada, considerando que escrevi muitos poemas pela vida. Guardei este desejo. Ano passado mergulhei na obra de Emily Dickinson. Ela fazia exatamente aquilo que eu imaginei. Reunia seus poemas em livros, que naquele tempo eles chamavam de -fascicles.
 
Reuni os 7 primeiros títulos:
- Adamare (O livro Antigo)
- Chá para as borboletas (O livro da Infância)
- Cigarras no Apocalipse (O livro das Interrogações)
- Noon (O livro do meio-dia)
- Nyx Nua (O livro do desejo)
- O rasurado azul de Paris (Poesias para Rimbaud)
- Para Camille, com uma Flor de Pedra (Diálogo com vida e obra de Camille Claudel)

Basicamente os livros retratam a minha produção poética de 2007 até aqui. Poesias anteriores tambem, cuja qualidade e tema se encaixa no título. Quando publiquei meu primeiro poema no Projeto Buffet de Poesia eu tinha uma vasta produção, solenemente queimada por contar apenas com poemas piegas de paixão. Isto foi em 1997. No ano 2000 contei meus poemas e somavam 300. No ano passado Raymundo perguntou do nada - quantos poemas você tem? Fui fazer a colheita das crianças. Coloquei tudo em um arquivo. Tudo que não estava em livro. Novamente 300. Não cataloguei, mas, tenho pra lá de 1000.

Neste ano cumpro minha promessa de - como toda boa virginiana - organizar meus escritos antes do fim. Isto eu faço com um prazer imenso, criei esta pequenina editora caseira - artesanal - faço tudo com carinho e cuidado. Quem desejar ter um livro meu - a preço irrisório - ou o Livro do Raymundo Rolim - mande um email para: edicoes21gramas@gmail.com

(*) Bárbara Lia é professora de História e Escritora. Publicou poemas no jornal Rascunho, Fenestra, Garatuja, Mulheres Emergentes, Revista Etcetera, Revista Coyote, Ontem choveu no futuro. - na Internet - Revista Zunái, Germina Literatura, Cronópios, Blocosonline, Editora Ala de Cuervo, entre outros. Finalista do Prêmio Sesc de Literatura 2.004, com o romance - Cereja & Blues, e 2005 com o romance – Solidão Calcinada. Publicou o livro de poesias – O sorriso de Leonardo – Kafka edições baratas. Até o final de 2.006 a LUMME EDITOR lançará o livro DE POESIAS ‘O SAL DAS ROSAS’ . E-mail: barbaralia@gmail.com www.chaparaasborboletas.blogspot.com


Indique para um amigoImprime

topo

©vejosaojose.com.br - reprodução permitida com citação da fonte